Célia Maria Groppo

 

 

Ordem no céu, ordem na terra:

A revista A ORDEM e o ideário anticomunista das elites católicas

(1930-1937)

 

 

 

 

  Bookmark and Share

Dissertação apresentada à Banca Examinadora da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo), como exigência parcial para a obtenção do título de Mestre em História 

 

Resumo

A presente Dissertação tem como objetivo analisar as bases do anticomunismo católico brasileiro, em um de seus períodos de maior recrudescimento: a terceira década do século XX, utilizando como principal fonte a revista A Ordem, fundada em 1921 e que representou um marco na aglutinação de uma elite intelectual católica laica, a partir de Jackson de Figueiredo e do Centro Dom Vital. A revista A Ordem foi um dos principais veículos de divulgação do pensamento conservador, em suas páginas inscreveu-se parte da gênese do anticomunismo católico no Brasil, subsidiando a construção, reelaboração e dinamização de estereótipos e arquétipos sobre os inimigos da Igreja, dentre os quais o comunismo era visto como o maior perigo da civilização e como inimigo irreconciliável da Igreja. As questões que norteiam esta dissertação buscam as origens do anticomunismo católico no Brasil em meio ao contexto histórico de seu surgimento, nas matrizes do pensamento conservador, na posição da Igreja Católica e na atmosfera política dos anos de 1930. As datas limites para o estudo dos artigos da revista situam-se no interregno de 1930, ano em que os artigos anticomunistas começam a ganhar espaço na revista, a 1937, época na qual é possível perceber uma mudança na diretriz ideológica de grande parte dos articulistas de A Ordem, sob a influência do princípio de Democracia Humanitária proposta pelo filósofo francês Jacques Maritain.

Baixar o arquivo:

http://www.sapientia.pucsp.br//tde_busca/arquivo.php?codArquivo=4466


ROI campagne pubblicitarie