legionario_1929_1930.htm

Artigos em O Legionário

ANO DE 1929

10 de novembro - O Vaticano e o Kremlin - Em meio [à] efervescência política que provoca a questão da sucessão presidencial, nota-se que uma propaganda astuta, dirigida por hábeis e discretas mãos estrangeiras, tenta lançar na sociedade brasileira os terríveis germens da dissolução social, antes inoculado exclusivamente nas classes operárias e hoje, estendendo-se às universidades e escolas superiores, atinge as camadas municipais e os poderes legislativos dos Estados da União. Os sentimentos patrióticos, dos quais "O Legionário" será sempre o porta-voz, revoltam-se contra esta campanha que se esconde com habilidade, para explodir bruscamente contra as mais santas tradições de nossa Pátria. Telegramas vindos de Roma davam notícias de negociações entre o Vaticano e o Kremlin, no sentido de se reatarem relações diplomáticas, porém em condições humilhantes para a Igreja que estaria, assim, assumindo uma posição servil perante os russos. Essas negociações foram, porém, desmentidas pela Chancelaria Pontifícia e pelo "Osservatore Romano".

22 de setembro - Uma Universidade Católica - Acompanhando-se o desenvolvimento que, entre nós, tem tido a idéia da criação de uma grande universidade, constata-se com pesar que, em muitos meios, não se cogita das brilhantes realizações que, neste assunto, têm levado a efeito os católicos europeus e norte-americanos. A questão universitária não pode ser indiferente, porque a ela se prendem graves problemas relativos à mocidade, esta mocidade que tem merecido do Santo Padre tão carinhosa dedicação. A Universidade de Louvain, na Bélgica, é um dos maiores centros intelectuais católicos da Europa, e nos fornece as mais interessantes observações em matéria de universidades católicas. Seus cursos são freqüentados por estudantes católicos que, ao par de uma profunda instrução, recebem um ensino religioso sólido, cujos efeitos salutares são secundados pelo ambiente que reina, não só na Universidade, como também em toda a cidade de Louvain. Para exemplos como [este] é que os intelectuais brasileiros deveriam ter constantemente voltadas suas vistas. Infelizmente, porém, parece que a atenção pública é despertada de preferência pelas universidades cuja vida pode apreciar facilmente através dos filmes, sem se lembrar dos interesses superiores da Fé e dos bons costumes.

 

ANO DE 1930

12 de janeiro - Fides Intrepida - Ou como o Papa Pio XI conseguiu a restauração do Estado do Vaticano, o que levou a Liga das Nações a reconhecer implicitamente este estatuto solicitando à Igreja a mediação para certo conflito internacional, elevando assim o prestígio da Igreja a patamares totalmente novos.

09 de fevereiro - Date a Cesare - A refutação do livro Date a Cesare, que pretendia ver no tratado Lateranense uma concessão do Papa às injunções de Mussolini e, portanto, uma vitória deste sobre a Igreja. Na realidade o Papa cedendo em um ponto secundário - a extensão física do Estado do Vaticano - garantiu a vitória sobre o ponto principal, ou seja, o reconhecimento da soberania pontifícia sobre o território qualquer, apesar da relutância de Mussolini em reconhecer este ponto fundamental.

09 de fevereiro - Os horrores da Inquisição - As acusações contra a Inquisição sempre se baseiam em excessos que teriam sido cometidos por inquisidores. Ora, o excesso, admitido que tenha existido, de per si, não prova que a Igreja não seja verdadeira, mormente quando se sabe que a inquisição em alguns países agiu controlada pelo Estado e não pela Igreja, quando não, contra a orientação do Papado

16 de março - A Igreja e o problema religioso na Rússia - Diante da onda de perseguições religiosas na Rússia o Papa levanta a voz para protestar contra os massacres perpetrados pelos soviets, mesmo que isso descontente certa intelectualidade ocidental que o acusa de joguete das potências ocidentais, aliás sem a menor prova.

06 de abril - Crônica Internacional - O obelisco ao centro da Praça de São Pedro é um símbolo da própria Igreja, num desafio perene ao tempo e à maldade humana. Mais uma vez, acaba a Igreja de dominar um vendaval horrível que contra Ela se havia erguido a propósito das perseguições religiosas da Rússia. Após protestar vigorosamente contra as perseguições religiosas na Rússia os soviets se viram forçados a não mais legitimar o crime. Quando muito o negam ou lhe diminuem a extensão, ao contrário do que faziam, ajudados pelos seus defensores na imprensa estrangeira. Já não arvoram como pendão de glória a vergonha de suas baixezas. E a frieza das autoridades ocidentais, as mostra submissas vergonhosamente ao dragão russo, enquanto o Vaticano, sem dólares, sem couraçados, sem soldados, estava colocado na dura contingência de lançar à face dos bolchevistas as terríveis censuras que levanta aos céus o sangue por eles derramado.

11 de maio - A Papisa Joana - A refutação da lenda anticatólica, tão cara aos protestantes, sobre a suposta existência de um Papa do sexo feminino. Clara demonstração do absurdo dos argumentos históricos alegados em sua defesa.

25 de maio - Ainda as perseguições religiosas na Rússia - Novamente surgem tentativas de negar as perseguições religiosas na Rússia, desqualificando assim a condenação que delas fez Pio XI. Ora, a insinuação se baseia em um protesto de 92 rabinos e pastores protestantes que, ignorando o apoio que os expoentes de suas religiões deram ao protesto Papal, criticam só a Igreja mas não a seus irmãos de fé, o que caracteriza a má fé da acusação.

29 de junho - Monsenhor Pedrosa - Discurso pronunciado pelo Congregado PLINIO CORRÊA DE OLIVEIRA no salão de atos da Congregação de Santa Cecília, em 16 de junho de 1930, por ocasião do 23º aniversário de paroquiato de Monsenhor Pedrosa.

13 de julho - A ciência e o indiferentismo religioso - Procuraremos evidenciar, no presente artigo, que não se admite cientificamente que o Estado seja agnóstico ou indiferente em matéria religiosa. Se a sua função é promover a felicidade geral e esta é fortemente condicionada pelas crenças religiosas da maioria da população segue-se que quanto mais o estado se aproximar desses conceitos da maioria mais se aproximará de seu fim. Um estado agnóstico é pior que um estado confessional, ainda que de religião não católica.

24 de agosto - Quid est veritas? - O grito de Pilatos não foi proferido sem eco. Hoje, novamente, repercute em nossa sociedade repaganizada, em nosso mundo restituído aos horrores de um cientismo desbragado. Quando observamos o atual estado da ciência, é tal o emaranhamento louco das doutrinas, tal a confusão dos sistemas, tais as contradições entre as descobertas de hoje e as leis ainda ontem tidas por verdadeiras, que a árvore reta e frondosa da Verdade, o magnífico jequitibá dos conhecimentos eternos, que resistem a todo o exame e são superiores a todos os parasitas científicos, custa para ser descoberto. Mas, por que existe em nossa época a vegetação perniciosa que procura encobrir a verdade? Por causa da repaganização do homem. Por causa da revolta da própria razão contra a revelação, que no entanto a lógica nos obriga a aceitar. Por causa, principalmente, do orgulho e desregramento dos sentidos, rebeldes a todo o freio, a toda a lei.

23 de novembro - Fora, Sr. Mariani, fora do Brasil!! - Diante das manifestações as mais revolucionárias e indignantes do Sr. Mariani - revolucionário comunista anteriormente expulso de vários países - o Dr. Plinio levanta um brado de indignação às suas ofensas ao País e suas diatribes imorais contra a Mãe brasileira, e pede por isso mesmo, sua expulsão do País que o acolhera e que não soubera respeitar.

28 de dezembro - O comunismo no Rio de Janeiro - Uma manifestação de apoio às medidas de repressão à subversão comunista empreendidas pelas autoridades. "Só poderia desprestigiar tristemente a obra da Revolução o fato de ser ela, não o movimento moralizador por que a opinião pública ansiava, mas sim o movimento maldito, mil vezes maldito, que nos traria o liberalismo perigoso, causa futura da ruína de nossos lares, da dissolução de nossas famílias, da profanação de nossos tabernáculos, da destruição de nossos patrimônios, acumulados à custa de um trabalho honrado e sagrado".